Escolha uma Página

Fundo Mais Vida, Menos Petróleo!

PROJETOS APROVADOS PELO FUNDO MAIS VIDA, MENOS PETRÓLEO
PROJETO:Circuito de debates Agroecossistemas e saúde 

O circuito de debates Agroecossistemas e saúde – Debatendo e atualizando a questão do Agrotóxico no Caparaó a ser realizado no vilarejo de Patrimônio da Penha, pertencente ao município de Divino de São Lourenço, ES, é uma iniciativa da Associação de Produtores do Vale do Caparaó (APROVAP).

Em seus três anos de existência, a Aprovap vem promovendo ações e estabelecendo parcerias que busquem ampliar a consciência sobre os malefícios à saúde e ao meio ambiente, causados pela utilização dos agrotóxicos, propondo práticas agroecológicas, alternativas e naturais para a transição para um cultivo orgânico e ecologicamente correto.

O evento buscará envolver os produtores da vila e dos arredores assim como os órgãos públicos relacionados, tais como, Secretarias de Agricultura, Incaper e outros em uma sequencia de três encontros em datas a serem definidas.

CONTATOS: email aprovap2017@gmail.com Tel: (28) 99922-1374.

PROJETO:Raízes Astrais

O Raízes Astrais tem como objetivo propagar o bem estar físico, mental e espiritual através de práticas simples no nosso dia a dia e a fuga dessa grande escala produtiva através do consumo consciente, que valoriza o trabalho artesanal e principalmente o produto feito por mãos que se preocupam com a origem da matéria prima e com o equilíbrio ecológico.
Com este intuito, ofereceremos oficinas em comunidades carentes e exploradas, para incentivar o empoderamento da mulher e principalmente a nossa independência frente a estas grandes indústrias, através da prática e ensino de fabricação de produtos naturais.
CONTATOS: Facebook/ Instagram – Raízes Astrais – e-mail: raizesastrais@gmail.com
 Ariane Firme: 27-99703-2283 – Larissa Firme: 27-99755-1933
PROJETO: Preserva Mar

Preserva Mar é o nome do projeto sócio cultural idealizado pela Organização Produção Crioula, em parceria com a Equipe Jamaica e a Organização AfroTalentos oriundos de comunidades de pescadores da Região de Itapoã e Coqueiral de Itaparica-VV-ES.

O intuito é revitalizar a orla deste território com arte educação e resgatar a memória afetiva do local, bem como do registro áudio e visual das ações.

PROJETO: Semana Sem Petróleo

O Soy Loco Por Ti é um coletivo que busca promover o bem viver, a cultura popular e a integração latino-americana a partir de uma visão crítica. Com integrantes de vários países como Brasil, Colômbia e Chile, realiza desde 2014 um programa de rádio semanal, além de promover outras atividades como debates, rodas de conversa, saraus, festas, discotecagem, atividades de integração, parcerias com movimentos sociais, entre outras. Alinhado com a ideia de bem viver trazida pelos povos indígenas de Nossa América, o grupo se propôs a realizar uma semana de atividades relacionadas com a geração de consciência e alternativas práticas para substituição do uso de combustíveis fósseis em nossas vidas.

Numa série de atividades integradas, a Semana Sem Petróleo oferecerá oficinas e ações culturais em diversas comunidades da Grande Vitória que proporcionem aos moradores a reflexão, conhecimento e técnicas para buscar a redução do uso de petróleo e derivados em seu cotidiano, culminando numa atividade conjunta de encerramento envolvendo diversos coletivos e pessoas interessados na temática.

CONTATOS: programasoylocoporti@gmail.com facebook.com/programasoylocoporti

Projeto Oficina de Lixo 

O projeto oficina de lixo nasceu do site http://oficinadelixo.wordpress.com em 2015. Sua proposta é facilitar aos usuários encontrar formas de dar reuso aos resíduos domésticos, através de um sistema de busca simples, exercitando a conscientização sobre os prejuízos do ciclo de consumo e descarte massivos e os impactos da cadeia petrolífera.

O site continua ativo, e passa por transformações internas. Além disso, estamos atualmente produzindo vídeos com tutoriais para coisas que podem ser feitas com o lixo. Temos já um catálogo com bancos de pneu, lixeira de balde de margarina, horta vertical com garrafa PET, caderno simples, dentre outras.

Com o desenvolvimento da ideia, formou-se um grupo que se articula com outros para trazer alguns destes ‘saberes do lixo’ em outros contextos. Atualmente, através do CineMóbile (projeto que desenvolvemos de intervenção urbana + cineclubismo, que atua em Central Carapina), temos oportunidade de realizar ‘oficinas de lixo’ públicas em contextos diversos, enquanto arrumamos mobiliários feito de resíduos e coletamos o lixo de praças e outros lugares para que ocorra uma sessão cinematográfica. Atualmente, buscamos formar parcerias para desenvolver a ideia e sua atuação nos contextos diversos. O grupo do facebook têm sido utilizado para compartilhar informativos e ‘receitas de lixo’, de forma a alimentar o site.

CONTATOS: Oficina de lixo – https://www.facebook.com/groups/604220836419180/  Site do projeto irmão Cinemóbile, onde são praticados diversas das ‘re-utilidades’ das Oficinas de Lixo: https://cinemobileblog.wordpress.com/Yolanda Faustini  yolanda_mfpa@hotmail.com; 998151444 e Gabriel Jardim gabriel91827@hotmail.com; 992515215

PROJETO: Temporada Cineclubista “Sangue da Terra”

O cineclube El Caracol foi inaugurado em 2014 a partir da articulação de ativistas culturais capixabas interessados em difundir a cultura latino-americana e temáticas políticas, sociais e culturais comuns em nosso continente, além, é claro, da fomentação à prática cineclubista, entendendo o cinema como uma ferramenta importante para expansão de conhecimento. Desde então, o El Caracol tem exibido curta e longa-metragens em vários espaços do Espírito Santo, principalmente na Grande Vitória e na parte norte do estado.

Fundamentado na campanha “Nem um poço a mais”, nasce a temporada “Sangue da Terra”, cujo enfoque são as problemáticas geradas pela exploração do petróleo, principalmente em terras capixabas, sempre mantendo casos – infelizmente recorrentes – de âmbito latino-americano, a nível de comparação e fornecimento de informações. Os locais de atuação na Grande Vitória são instituições (universidades, colégios de nível fundamental e médio), além dos bairros mais afetados pela questão petroleira, esperando, assim, que sejam realizados frutíferos debates e atividades lúdicas seguidas das exibições.

CONTATOS: https://www.facebook.com/cineclubeelcaracol/ cineclubecaracol@gmail.com 

Projeto Opèeré - Natureza é Vida

 “Projeto Opèeré – Natureza é Vida” – A natureza divinizada e que se relaciona com todas as formas de vida faz parte da prática cotidiana do coletivo IAOTO. Fogo, terra, água e ar são elementos essenciais vivos, que são a base de uma enorme fonte de conhecimentos dos povos tradicionais preservada até hoje na mitologia dos Orixás – essa concepção de natureza foi trazida pelos africanos escravizados ao Brasil e está viva e presente no candomblé brasileiro.

O “Projeto Opèeré – Natureza é Vida” tem como objetivo principal modificar as práticas do nosso coletivo para reduzir a utilização de derivados de petróleo, além de fazer da nossa sede física um exemplo de sustentabilidade ecológica e econômica, através de armazenagem de água da chuva, composteira, horta, cultivo de plantas tradicionais, tratamento de efluentes, irrigação etc.

A tradição ancestral preserva em seus ritos a utilização somente de elementos naturais e biodegradáveis, como roupas de algodão, utensílios de barro e madeira, esteiras para dormir, entre outros. Essa prática consciente pode ser ampliada para todas as atividades do dia a dia do coletivo. Nossa sede é um Ponto de Memória e localiza-se ao lado de uma reserva ambiental, exatamente pelo contato direto com a natureza, e desta forma, pretendemos ser referência para práticas e vivências culturais e ambientais com a comunidade local. Cuidar da natureza é preservar a vida!

CONTATOS Email: iaotocoletivo@gmail.com Facebook: https://www.facebook.com/iaotocoletivo/ Instagram: https://www.instagram.com/iaotocoletivo/

Projeto Sustentabilidade Energética no Quilombo

 O Projeto Sustentabilidade Energética no Quilombo parte do principio que a garantia de acessibilidade a energia é um elemento fundamental para garantir o desenvolvimento e sustentabilidade nas comunidades, utilizando opções de energias limpas e renováveis, que sejam também economicamente viáveis e socialmente justas.

 

Nosso projeto tem como finalidade o empoderamos as pessoas envolvidas diretamente no projeto na apropriação de tecnologias de sustentabilidade energéticas, através do uso de biodigestores, estimulando a produção, articuladas com ações de conservação ambiental, fortalecimento da agricultura local e redução da emissão de gás (CO2) na atmosfera.

O projeto irá trabalhar com os aspectos ambientais e sustentabilidade estruturada sobre a proposta de recuperação, conservação e preservação ambiental que a tecnologia proposta apresenta, tornando assim mais um passo no objetivo de consolidar as comunidades quilombolas como um território de demonstração e aplicação de projetos socioambientais sustentáveis no Brasil.

O objetivo deste projeto e potencializar as comunidades quilombolas envolvidas diretamente nas atividades, tornando-se um espaço demonstrativo de possibilidades de práticas sustentáveis e produção de energia limpa partir de resíduos sólidos, proporcionando melhoria na qualidade de vida e conservação ambiental, além de contribuir para a diminuição dos efeitos da mudança climática   enfatizando os diversos benefícios ambientais, econômicos e sociais advindos de um melhor aproveitamento energético dos resíduos orgânicos, a partir da utilização de biodigestores

 Projeto Vida no Mar 

O GRUPO SAWABONA DE CULTURA NEGRA atua na luta por garantia de direitos e reparações ao povo negro através da arte e cultura negra em suas diferentes expressões.

Nosso projeto, “VIDA NO MAR” , contemplado pelo edital “Mais vida, menos petróleo”, consiste na gravação de um EP com registros de canções e poesias autorais do nosso grupo e parcerias com outros compositores da região metropolitana do ES e artistas comprometidos com a proposta ativista de traduzir através da arte e da poesia a luta pela valorização da vida e das populações atingidas pelo avanço do petróleo e de seu modelo de desenvolvimento aniquilador de vida.

A proposta é somar voz à campanha “Nem um poço a mais” de forma crítica e criativa, levantando a bandeira da valorização da vida e do ser humano.

 

 

%d blogueiros gostam disto: