O “artivismo” pela vida e contra o extrativismo

Poesia. Prosa. Fotografia. Música. Artesanato. Pintura. Cinema. Tudo junto.

A roda de conversa e troca de conhecimentos e vivências com artivistas Arte, Ativismo e Contracultura, que marcou o encerramento do primeiro dia de atividades da IV Semana Sem Petróleo, colocou em evidência a resistência contra as grandes corporações e o neoliberalismo econômico por meio da arte e da ação coletiva.

A roda foi mediada por Fabíola Melca contou com a participação da ilustradora colombiana Angie Vanessita, responsável pelos desenhos que compõem o material da Semana Sem Petróleo, da performer Kate Parcœur, dos artistas Abou Mourad e Moema Freitas, dos jornalistas Flavia Bernardes e Vitor Taveira e da poetisa Ivny Matos.

No encontro também aconteceu o lançamento da Mostra de Artes Olhar Pro-Fundo, em formato digital, reunindo trabalhos de artistas nacionais e internacionais que propõem reflexões sobre a toxidade do contemporâneo e os caminhos para a construção do bem-viver.

Veja a íntegra do encontro:

%d blogueiros gostam disto: